6.7.17

Antes demais acho que me devo apresentar, sou a Sandra e sou presidente da Associação Projecto Artémis.

Bem, vou corrigir o início do meu texto. Porque mais do que me apresentar a mim, acho melhor e bem mais importante apresentar a associação que represento (com IMENSO ORGULHO, note-se).

A Associação Projecto Artémis é uma instituição sem fins lucrativos que existe desde Dezembro de 2005. É uma associação que presta apoio a casais e seus familiares, que passaram por uma perda gestacional. Já conheciam? Alguma vez ouviram falar? Talvez sim, talvez não. Se ouviram que importância lhe deram?

Mas talvez seja melhor focarmo-nos na causa que a Associação Projecto Artémis tem na sua base de trabalho. PERDA GESTACIONAL!!!! Mais do que conhecerem ou falarem da nossa associação eu gostava que se fala-se de perda gestacional.

Ah!!!! Esqueci-me… falar de morte é sempre complicado. Então de falarmos da morte de alguém que não se viu….. nem é bom pensar. Melhor ainda nem é bom lembrar… Sim… a frase é mesmo esta. Esta é a frase que estes pais que perdem os seus filhos durante a gestação tanto ouvem: esquece isso. Esquece-se isso????? A ver se nos entendemos… isso não…. Filho!

Ah!!! Estou-me a esquecer de novo… é que para o comum dos mortais, ou pelo menos a maioria deles não era um filho, vamos lá ver os nomes que atribuem: embrião, feto, coisa, isso, feijãozinho, eu sei lá mais o quê. Só não lhe chamam aquilo que efectivamente lhe deveriam chamar: FILHO!

Irrita-me profundamente que seja assim tão difícil entenderem de uma vez por todas que a gestação é muito mais que 9 meses, que se está a engordar com uma “coisa” dentro do nosso ventre que saí ao fim dos tais 9 meses. Uma gestação não começa quando se faz um teste de gravidez. Sabiam que há mulheres e homens que iniciam a vinculação com a “tal coisa” muito antes da “coisa” existir? Então se calhar é melhor começar-se a entender que uma gestação vai muito para além dos tais 9 meses e do acto de parir.

Para além de ser necessário entenderem o que é efectivamente uma gestação emocionalmente é importante entender-se outra coisa: o que é ser mãe e pai. E aqui podemos analisar separadamente, mas ambos são pai e mãe desde o primeiro minuto que aquela “coisa” está dentro do ventre da mulher. Mas é difícil entenderem,  até porque quando um casal está grávido (sim porque estão os dois) ouve-se muito: vão ser pais? NÃO!!!!!!! Não vão ser pais, JÁ SÃO!!!!!

Entendem a diferença? Entendem o poder das palavras? Entendem que aquela “coisa” (e nem imaginam o quanto me irrita ver no meu próprio texto esta palavra) não é uma coisa. É UM FILHO!!!!!!

Mas se calhar, e pegando no início do meu texto, talvez seja mais fácil de uma vez por todas para entenderem que estamos a falar de perder um filho, visitarem o fórum da associação Projecto Artémis ou a nossa página no FB e lerem o que estes pais vos querem dizer, lerem o sofrimento que vocês… sim porque são vocês (não são todos, mas são muitos os que têm dificuldade em entender) os obrigam a viver em silêncio e quase que ter vergonha de sofrerem pela perda daquele filho.

Está na hora de mudar mentalidades! Está na hora de fazer melhor! E o fazer melhor neste caso começa simplesmente por respeitar todos os bebés que partem cedo demais.

 

Um abraço muito apertado a todos os pais e mães que vivem diariamente com a saudade e a memória de um filho que carregaram no ventre e vive apenas no seu coração

 

Sandra Cunha

 

Caso queiram:

Forúm: www.perdagestacional.forumeiros.com

Facebook: www.facebook.com/associacaoartemis

 

ser mae.jpg

 

link do postPor projectoartemis, às 14:38  comentar

 
Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Perda Gestacional. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: projectoartemis@sapo.pt

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Direcção APA
projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Em paralelo, acompanhou Manuela Pontes na Direcção da Artémis como Vice Presidente. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:938633707
E-mail: projectoartemis@sapo.pt
Site: www.facebook.com/associacaoartemis

Orgão Sociais
Direcção:
Presidente - Sandra Cunha
Vice Presidente - Patrícia Vilas Boas
Secretária - Andreia Neves
Tesoureira - Susana Rodrigues
Vogal - Marco Jesus
Assembleia Geral:
Presidente - Anabela Costa
1ª Secretária - Vanessa Mack
2ª Secretária - Sílvia Melo
Conselho Fiscal:
Presidente - Ricardo Fortuna
Vogal - Mónica Cunha
Vogal - Manuel Vilas Boas
Julho 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
21
22

23
24
25
27
29

30
31


arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO