11.6.09

Bom dia,
 
Descobri o vosso email através do fórum da pinkblue e resolvi colocar-vos a pergunta. Talvez me possam ajudar :)
Tive dois abortos em menos de um ano, ambos às 8 semanas. Desta vez mandaram o feto para análise, mas disseram-me logo para não ter grandes esperanças, porque normalmente não dá em nada.
Sei que os exames relacionados com abortos recorrentes só se fazem após o terceiro aborto, o que acho ridículo termos de passar três vezes pelo mesmo para saber se há algum problema ou não. Acho que só por não saberem o que têm, as mulheres que passam por uma terceira gravidez depois de dois abortos já vão com medos que podem provocar outro aborto! O stress influencia muito o nosso corpo, não?!
A dúvida que tenho é que existem dois especialistas em Leiria - um de infertilidade e outro de abortos - e não sei qual escolher. A minha médica não é má, mas podia ser melhor e qualquer um dos dois obstetras especialistas são bons, mas não sei qual dos dois se adaptará mais à situação. Eu consigo engravidar, por isso será que o especialista em abortos não será melhor?!
Peço desculpa por vos incomodar com isto, sei que devem receber imensos emails de dúvidas e eu tenho tantas agora, mas queria começar pelo início, que é escolher o médico certo.
Obrigada pela vossa atenção e espero que me possam ajudar.
 
Liliana Santos
 
Cara Liliana,
Embora do ponto de vista académico a pesquisa mais detalhada para os abortos repetidos deva ser feita depois de três perdas/abortos, na opinião da associação Projecto Artémis não o é. Os abortamentos de repetição representam um trauma na vida do casal e podem colocar em causa a integridade emocional da própria mulher. Esta pesquisa deveria ser o primeiro passo a ser dado, assim que a primeira perda acontecesse. Por isso, a escolha do médico ser um factor muito importante, já que a segurança e a serenidade que necessitamos neste período parte, a maior parte das vezes, do profissional que nos segue.
Pessoalmente, procuraria o especialista em abortamentos de repetição, já que se existir um problema de infertilidade (ou a desconfiança que possa existir), o próprio médico aconselha-la-á a recorrer a uma consulta de especialidade na Infertilidade.
Escondido por detrás de abortos de repetição podem estar causas cromossómicas e genéticas, que o próprio médico especialista em abortamentos saberá orientar.
Alguns exames importantes para diagnóstico são:
 
Avaliação da mulher
Cariótipo-exame de sangue (avaliação de anomalias cromossómicas estruturais, translocações e mosaicismo)

Avaliação uterina:
Ecografia vaginal;
Histerossonografia ou histerossalpingografia;
Videhisteroscopia

Investigar doenças auto-imunes, trombofilias e avaliação imunológica

Anticorpos antifosfolípides (Anticardiolipina e Anticoagulante lúpico) 
● Anticorpo antifosfatidil - serina (IgG, IgM e IgA) 
● Anticorpos antitireoideanos 
● Anticorpos antinucleares 
● Anticorpos anti-DNA
● Pesquisa de células LE
● Anti-Ro e Anti-La
● IgA 
● Células NK (Natural Killer) 
● Anticorpo antiespermatozóide
● Fator V de Leiden -Mutação G1691A
● Antitrombina III
● MTHFR-Mutação 677T e A1298T
● Protrombina mutação G20210A
● Hemocisteína
● Proteína S
● Proteína C

Dosagens hormonais
FSH
LH
Prolactina
Hormonas tireoidianas

Avaliação de doenças infecciosas
Conteúdo vaginal:
Mycoplasma hominis
Ureaplasma urealiticum
Chamydia trachomatis
Listeria monocytogenes
Streptococus Beta hemolítico

Sangue:
Sorologia para Toxoplasmose
Sorologia para Citomegalovírus
Sorologia para Listeriose
Sorologia para Brucelose

Investigar endometriose
CA 125
Avaliação ecográfica
História clínica

Investigar ovários policísticos
História clínica
Ecografia
Dosagens hormonais
 
O médico encaminha-la-á para os que achar mais apropriados.
Um abraço
link do postPor projectoartemis, às 14:16 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



 
Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Perda Gestacional. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: projectoartemis@sapo.pt

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Direcção APA
projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Em paralelo, acompanhou Manuela Pontes na Direcção da Artémis como Vice Presidente. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:938633707
E-mail: projectoartemis@sapo.pt
Site: www.facebook.com/associacaoartemis

Orgão Sociais
Direcção:
Presidente - Sandra Cunha
Vice Presidente - Patrícia Vilas Boas
Secretária - Andreia Neves
Tesoureira - Susana Rodrigues
Vogal - Marco Jesus
Assembleia Geral:
Presidente - Anabela Costa
1ª Secretária - Vanessa Mack
2ª Secretária - Sílvia Melo
Conselho Fiscal:
Presidente - Ricardo Fortuna
Vogal - Mónica Cunha
Vogal - Manuel Vilas Boas
Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
18

21
22
23
25
26
27

28
29


arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO