17.6.09

 

Querido Filho,
Faz hoje um ano que eu e o pai recebemos a noticia que nenhuns pais querem ouvir: o teu coração não batia, tinha parado uns dias antes!
Filho pensei que morria ali também tal não foi a dor que senti. O mundo desmoronou. Fez-se Inverno. A escuridão tomou conta de mim. Só pensava em ti meu querido bebé que partiste deixando um vazio, um buraco no meu coração, que se tornou uma falta permanente.
Filho não te pude abraçar e dizer o quanto te amava e amo, não te pude dar colo e mimos. Fui privada do teu amor e tu meu filho foste privado do meu. Até hoje não me conformo com isso.
Penso muitas vezes em como serias meu querido, com quem te parecerias. Será que serias reguila como a mãe ou calmo e ponderado como o pai? O que estariamos a fazer agora meu querido... Tanto, uma vida que não vivemos juntos...
Sabes meu filho o meu coração continua cheio de amor e compaixão por ti, vai para sempre amar-te, como diz a tia Sandra, à distância de um céu. Sim, porque tu estás no céu. És um anjo juntamente com os outros meninos e meninas que partiram antes de nascer. Dos meus olhos as lagrimas teimam em cair mas sei que deves estar com os outros anjos num sitio muito especial do céu onde tudo é belo e não há sofrimento, apenas Amor.
Sabes filho vem aí um mano, o Luis Henrique. Ele trouxe novamente alegria e luz ao coração da mãe. Faltam dois meses para nascer. Ele está aqui na barriga da mãe a mexer-se como que a adivinhar que te estou a escrever para te mandar um beijo daqui até ao céu, pois sabe que tens estado a olhar por ele, qual mano mais velho.
Sabes também meu filho que ficarás para sempre no coração da mãe e do pai, já to disse muitas vezes e daqui te envio também um beijo até ao céu.

Até sempre meu querido filho!

Celeste

link do postPor projectoartemis, às 10:13  comentar

 
Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Perda Gestacional. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: projectoartemis@sapo.pt

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Direcção APA
projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Em paralelo, acompanhou Manuela Pontes na Direcção da Artémis como Vice Presidente. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:938633707
E-mail: projectoartemis@sapo.pt
Site: www.facebook.com/associacaoartemis

Orgão Sociais
Direcção:
Presidente - Sandra Cunha
Vice Presidente - Patrícia Vilas Boas
Secretária - Andreia Neves
Tesoureira - Susana Rodrigues
Vogal - Marco Jesus
Assembleia Geral:
Presidente - Anabela Costa
1ª Secretária - Vanessa Mack
2ª Secretária - Sílvia Melo
Conselho Fiscal:
Presidente - Ricardo Fortuna
Vogal - Mónica Cunha
Vogal - Manuel Vilas Boas
Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
18

21
22
23
25
26
27

28
29


arquivos
blogs SAPO