Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Medicação

Quarta-feira, 15.04.09

 

Olá Boa Tarde

Infelizmente já passei por 2 abortos retidos e tenho tentado arranjar um médico que se preocupe com o meu caso, mas até agora parece que nenhum se interessa.
O meu GO disse-me que só a a partir do 3.ºaborto é que poderia fazer mandar fazer algo (exames e análises), mas eu não me conformo com uma resposta dessas. Então decidi telefonar para um antigo GO que ia anteriormente, contei-lhe pelo telefone o que se tinha passado das 2 vezes e ele infelizmente acabou por dizer o mesmo que o outro médico..."não podemos fazer nada, so a partir do 3.º aborto é que se pode fazer um estudo", mas disse-me para ir ao consultório no dia a seguir para ir levantar uma receita e disse-me que logo que soubesse que estava gravida para começar a tomar.
Na receita indica lovenox e cartia, a minha questão é a seguinte, será que não existe problema em tomar as injecções e o catia sem ter feito quaisquer exames?
Será que não me poderá fazer mal tomar estes medicamentos?
Se me poderem dar uma resposta agradecia.
Obrigada
 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por projectoartemis às 22:25





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.

Direcção APA

projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Em paralelo, acompanhou Manuela Pontes na Direcção da Artémis como Vice Presidente. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:938633707
E-mail: projectoartemis@sapo.pt
Site: www.facebook.com/associacaoartemis