Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Aos Profissionais de Saúde

Segunda-feira, 13.07.09

 

 

No dia 17 de Maio de 2009 dei entrada no serviço de atendimento permanente do hospital. No dia 17 de Maio de 2009 perdi a minha única filha, a minha menina com 37 semanas e 3 dias de gestação e quase perdia a minha própria vida. No dia 17 de Maio de 2009 sofri uma ruptura uterina e posso não vir a ter mais filhos.
Dei entrada pela primeira vez por volta das 4 horas da madrugada com muitas dores abdominais. Fui atendida por uma médica que me fez o CTG e toque e verificou que não me encontrava em trabalho de parto mas que, apesar das minhas queixas e de ter vomitado ainda durante a consulta, me mandou para casa depois de ter perguntado ao meu marido se eu era piegas. Não culpo essa médica por aquilo que aconteceu pois não era previsível nem diagnosticável por qualquer exame, nem a culpo porque também eu achei que tivesse tido uma paragem de digestão… mas eu não sou médica. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Associação Projecto Artémis® às 20:59





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.

Direcção A-PA

projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Em paralelo, acompanhou Manuela Pontes na Direcção da Artémis como Vice Presidente. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:938633707
E-mail: associacaoprojectoartemis@gmail.com
Site: www.facebook.com/associacaoartemis