30.3.10


A perda gestacional é tema do livro escrito por Maria Manuela Pontes, presidente da Artémis. Manuela reuniu depoimentos de diversas mulheres que tiveram a gravidez interrompida, que tiveram de enfrentar as perdas para conseguirem tentar, novamente, concretizar o sonho da maternidade. José Luiz Menegatti recebeu nos estúdios da Jovem Pan, São Paulo, Maria Manuela Pontes, autora de "Maternidade Interrompida - o drama da perda gestacional".

Ouçam a entrevista: http://jovempan.uol.com.br/noticias/o-drama-da-gravidez-interrompida-------------------193819,,0

link do postPor projectoartemis, às 23:36  comentar

26.3.10
 
O conteúdo do artigo pode ser disponibilizado por e-mail.
link do postPor projectoartemis, às 17:27  ver comentários (1) comentar

17.3.10

Entrevista com Manuela Pontes na Revista de Psicologia Peritia.

 

 

 

Link de acesso:http://www.revistaperitia.org/entrevistas.html

link do postPor projectoartemis, às 22:49  comentar

12.3.10




Caso não esteja visualizando esta mensagem, clique aqui.

A portuguesa Maria Manuela Pontes desembarca no Brasil em março com uma missão: quebrar o silêncio que se ergueu em torno do tema perda gestacional. Autora do livro Maternidade interrompida (Editora Ágora) e presidente da Associação Artémis em Portugal, que presta atendimento psicológico a mulheres que sofreram abortos espontâneos, ela fará uma palestr a gratuita eManuela Pontes aberta ao público no dia 25 de março, das 20h às 22h, no B´nai B´rith. O evento, promovido pelo 4 Estações Instituto de Psicologia e pela Editora Ágora, visa a debater a questão, mostrando que a dor da perda gestacional é r esponsabilidade de toda a sociedade. Veja mais informações no final dessa mensagem.

Numa sociedade em que o aborto espontâneo adquire nuanças de seleção natural e a perda gestacional é vista e sentida como metáfora do verbo “esquecer”, é imperativo falar sobre os bastidores dessa “epidemia” que cada vez mais atinge mulheres de diversas idades, classes e culturas. O medo da rejeição, a vergonha de ser julgada, o vazio da solidão, a falta de apoio em todos os níveis levam essas mulheres, na maior parte das vezes, à depressão profunda e ao isolamento.

Para a autora, o primeiro passo para quebrar um tabu é falar sobre ele. Ela tem experiência no assunto. Depois de perder dois bebês (ela é hoje mãe de dois filhos), resolveu quebrar o pacto de silêncio. Em sua palestra, ela abordará essa realidade tão dolorosa, permitindo que mulheres que já passaram por isso – e também suas famílias – sintam-se compreendidas e acolhidas. A psicóloga brasileira Maria Helena Pereira Franco, que assina o prefácio do livro Maternidade interrompida e é co-fundadora do 4 Estações Instituto de Psicologia, fará uma apresentação no início da palestra. O instituto é formado por um grupo de profissionais de Psicologia que criou uma proposta de atuação em serviços para perdas e luto, a partir da experiência junto a pessoas que passam ou passaram por situações de luto em sua vida pessoal ou profissional.

Clique aqui para saber mais sobre este livroNo livro Maternidade interrompida, Maria Manuela apresenta depoimentos sinceros e pungentes. As histórias revelam a necessidade de compartilhar a dor e de, por meio de uma espécie de catarse, sentir alívio e confiança para talvez tentar de novo.  “Existe um enorme silêncio ao redor do assunto, com nuances de um tabu que deve ser quebrado . A perda gestacional destrói vidas, famílias. É preciso dignificá-la e conhecê-la para que, de forma correta e humana, possamos ajudar essas mulheres”, afirma.

O livro é o complemento desse trabalho que Maria Manuela vem realizando há cerca de oito anos. “Ele é o meu rumo, a promessa que fiz de não cruzar os braços e a prova de que é possível sobreviver. Com ele, dou um sentido a tudo o que vivi”, revela. Na obra, ela selecionou dezenas de depoimentos que ouviu e organizou durante seis meses – contribuição de mulheres que se encontram diariamente na associação para compartilhar o sentimento da perda irreparável.

Para mais informações sobre o livro, acesse o endereço http://www.gruposummus.com.br/detalhes_livro.php?produto_id=1172

 

Serviço:

Palestra sobre perda gestacional com Maria Manuela Pontes
Data:
25 de março
Horário: das 20h às 22h
Local: B´nai B´rith
Endereço:
Rua Caçapava, 105 - 4º andar – Jardim Paulista – São Paulo
Informações: 11-3891-2576 / email: info@4estacoes.com / site: www.4estacoes.com.

 

 

Realização:

 

Grupo Editorial Summus
Rua Itapicuru, 613, 7º andar - Perdizes CEP 05006-000 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3872-3322 - Fax (11) 3872-7476

Caso não queira mais receber nossas, mensagens, clique aqui.


 

link do postPor projectoartemis, às 16:07  comentar

7.3.10


 


"O dia internacional da mulher é um dia em que prestamos homenagem às mulheres. É uma mensagem ao mundo todo. O dia da mulher é uma homenagem às mulheres que lutaram e ainda lutam pelos direitos igualitários. No decorrer da história da humanidade, muitas mulheres desejaram, buscaram, lutaram e em muitos casos foram punidas por desejarem igualdade. Às vezes a mulher foi ouvida, mas infelizmente, muitas vezes ela fora silenciada."
In uniflores.com


Vamos começar pelo fim desta citação - muitas vezes ela fora silenciada - a mim parece-me intemporal no que respeita à problemática da Perda Gestacional. O silêncio ou a impossibilidade de não nos permitirem falar é brutal nesta sociedade. Um exemplo disso, foi agora a tentativa de estarmos a realizar uma campanha de sensibilização em dois locais públicos, especificamente na cidade de Braga, que passo inclusive a citá-los: BragaParque e MinhoCenter.

link do postPor projectoartemis, às 17:29  comentar

 
Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.
Direcção APA
projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Em paralelo, acompanhou Manuela Pontes na Direcção da Artémis como Vice Presidente. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:938633707
E-mail: projectoartemis@sapo.pt
Site: www.facebook.com/associacaoartemis

Orgão Sociais
Direcção:
Presidente - Sandra Cunha
Vice Presidente - Patrícia Vilas Boas
Secretária - Andreia Neves
Tesoureira - Susana Rodrigues
Vogal - Marco Jesus
Assembleia Geral:
Presidente - Anabela Costa
1ª Secretária - Vanessa Mack
2ª Secretária - Sílvia Melo
Conselho Fiscal:
Presidente - Ricardo Fortuna
Vogal - Mónica Cunha
Vogal - Manuel Vilas Boas
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
31


arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO