Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desistir?

Sexta-feira, 24.04.09

Olá,
 
Depois de ter lido alguns testemunhos de algumas mulheres que já passaram por perdas… quero referir também o que já perdi… servindo talvez, de consolo e/ ou de coragem para algumas… para nunca e nunca desistirem de um sonho!
 
Tive um parto induzido onde perdi uma bebé e tive uma gravidez ectópica de gémeos…
Espaçados de 2 anos e meio…
Nunca desisti de continuar e de tentar engravidar e ter filhos…
 
Depois da 1ª perda, eu e meu marido fizemos exames para sabermos se tudo estava bem connosco… estava felizmente!
 Em 2002 aconteceu a 1ª perda, mas em Setembro de 2005 engravidei… tudo correu bem; tive uma filha …
Em 2008, Abril, engravidei de gémeos… tenho um casal que nasceu em Janeiro…
 
Os três de parto normal… os gémeos sem pontos… distanciados de 8 minutos…
 Tudo correu da melhor forma possível com os três… Sempre mamaram… nunca precisaram de berçários, nem de suplementos, nem de incubadoras…
 
Realizei-me da melhor forma possível… tenho tudo que uma Mãe gostaria de ter e da melhor forma do mundo…
 Um beijo cheio de força e coragem…
E… nunca, em algum instante, pensar em desistir…
 
Querida leitora
Agradeço-lhe, desde já, a preciosa partilha que nos dedicou. Realmente, o acreditar, o persistir são armas demasiado valiosas.
Tenho a firme certeza que hoje, muitas outras mulheres renovaram a sua esperança ao ler a sua história.
Um abraço fraterno

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Associação Projecto Artémis® às 22:34


1 comentário

De Maria a 26.10.2009 às 11:12

Engravidei em Janeiro/08, depois de 15meses.Foi uma gravidez muito desejada, mas quando me disseram que era uma gravidez não evolutiva, foi o maior golpe da minha vida.Lembro esse dia como um, senão o pior, dia da minha vida.Depois de um processo de aborto retido,acabei por fazer a raspagem e uns meses depois retomámos as tentativas.Mas já passou um ano e a gravidez não chega; fizemos testes e está tudo bem, até porque o meu marido já tem um filho.Estou a fazer neste momento indução de ovulação, mas por vezes torna-se dificil não desistir....

Comentar post






Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.


Direcção A-PA

projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:937413626
E-mail: associacaoprojectoartemis@gmail.com
Site: www.facebook.com/associacaoartemis