Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Dor

Quarta-feira, 06.05.09

 

"Sonhei que também perdia o meu bebé. Sei que me afeiçoei a ela, vivi tudo com ela. Mudei a minha vida por ela. Comprometi tudo por ela. Dei tudo por ela. Já nem sabia viver sem ela. Era o meu sorriso, a minha força de vontade, o meu querer, o meu desejo, a minha fortuna, a minha busca, a minha razão de viver, a minha alegria, o meu esforço, o meu trabalho, o meu sonho, a minha vida, era eu mesmo, o meu pulsar, a minha respiração, o meu andar e o meu pensamento. Sei que teve de ser, mas é uma dor imperdoável, um castigo pelo que eu sou. É uma dor tão intensa, meu Deus. Sinto-me numa lama viscosa, num poço sem fundo e escuro por onde rolo ou caio num abismo que afinal nem sei se o construí. E dói, dói ser irreparável, irreversível. Não é uma mentira, é uma realidade da qual já não posso fugir. Sinto a perda como um conflito entre o desejo da posse, da existência ou da concretização de alguém e o não concretizar, definitivo, irreversível e irremediável, desse desejo. Sentido como fatalidade que me atinge violentamente, dispara-me um sofrimento mental e orgânico tão intenso que me paralisa e me surpreende, que se abate súbito sobre mim, sem eu contar, que me atinge, me fere e destrói. É um sofrimento que vive de um conflito interior, mental e violento, de emoções e sentimentos, onde refaço um percurso, avalio os actos e as consequências, à procura das minhas falhas, dos meus erros e das minhas culpas, e procuro mil e uma soluções, compromissos, cedências, mentiras, desculpas, eu faço tudo para o tentar impedir, mas afinal já aconteceu."
                                                                                                Drº. Mário Sousa,  In Pacto de Silêncio

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Associação Projecto Artémis® às 21:58





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2009

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.

Direcção A-PA

projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Em paralelo, acompanhou Manuela Pontes na Direcção da Artémis como Vice Presidente. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:938633707
E-mail: associacaoprojectoartemis@gmail.com
Site: www.facebook.com/associacaoartemis