Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Silêncios

Sexta-feira, 10.07.09

 

 

  

Sempre achamos que podemos fazer mais e mais pelos nossos semelhantes, principalmente quando eles são o reflexo de uma situação pela qual passamos e vivemos num qualquer passado.

A consciência do pouco que existia ao nosso alcance numa dada altura, impele alguns dos nossos objectivos de vida, face à concretização do muito que precisávamos ter tido. Revejo‐me nestas atitudes, não altruítas, mas solidárias de querer ver o “Mundo da Perda Gestacional” pintado a realidade.

Não é fácil assumirmos um acontecimento que nos desmembra de um sonho, de um projecto de vida, que envolve fatalmente sempre terceiros.

Não, não só o nosso companheiro….aqui refiro‐me a toda a tribo que é uma família.
Passamos a sentir‐nos responsáveis por dar explicaçõs do ocorrido a toda a famíia.
E eu pergunto‐me: explicações? De quê?

Como não sabemos muito bem o que explicar e como explicar, optamos por não falar muito do assunto deixando à mercê dos Outros, a construção dessas explicaçõs – Sempre erradas.

Será que vale a pena permitirmos que os Outros construam legendas fantasiosas e decrépitas sobre aquilo que nos aconteceu?

 

Penso que não!

O caminho mais correcto, justo e merecedor da nossa profunda dor, é sermos nós a escolher o que queremos dizer para que não se façam dissertações sobre o que perdemos ou sobre o desmerecimento de não ter tido – Um filho!

 

Vale sempre a pena falar!


Manuela Pontes

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Associação Projecto Artémis® às 22:55






Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.


Direcção A-PA

projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:937413626
E-mail: associacaoprojectoartemis@gmail.com
Site: www.facebook.com/associacaoartemis