Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



campanha de sensibilização para a Perda Gestacional e Morte Neonatal

Quarta-feira, 13.10.21

 Silêncios que doem, palavras que curam procura promover o diálogo livre e digno a todos os pais com histórias semelhantes

Lançamos neste mês de outubro, a campanha de sensibilização “Silêncios que doem, palavras que curam”, que tem como objetivo mostrar a necessidade de olhar para a perda gestacional e a morte neo-natal com respeito e dignidade. 15 de outubro é a data oficiosa em vários países que assinala este tema, ainda tabu nos dias de hoje e que pretende promover o diálogo livre e digno a todos os pais com histórias semelhantes. A nova campanha já está em circulação nas redes sociais durante todo o mês de outubro através do hashtag #silenciosquedoempalavrasquecuram.

244335707_6375378885868460_2513057803787606776_n.j

 

“Neste mês de sensibilização para a perda gestacional gostávamos que tentassem imaginar o que é perder um bebé e desse filho que apenas os pais sentiram restasse apenas isto fisicamente: um teste de gravidez e uma ecografia. Será que a vossa memória se apagaria? Ou esse bebé viveria para sempre nos vossos corações? Será que deixariam de falar sobre este vosso filho? É preciso entenderem que o silêncio em torno da Perda Gestacional dói. Mas as palavras podem ajudar a curar”, retrata Sandra Cunha, Presidente e psicóloga da A-PA.

O vínculo entre os pais e o seu bebé começa a construir-se assim que estes tomam conhecimento da gravidez, e é fortalecido através de planos e expetativas. Quando há a obrigatoriedade de interromper este sonho, é comum sentir-se um misto de emoções, muitas das vezes incompreendidas, mas todas elas válidas a serem ouvidas e respeitadas. Assiste-se ainda a uma precariedade no acolhimento destas famílias que vivem o luto e por isso falar sobre a perda gestacional e neo-natal para incorporá-la à nova rotina e diminuir um luto complicado. O Projecto Artémis, trabalha diariamente esse propósito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Associação Projecto Artémis® às 15:55


4 comentários

De Peixe Frito a 13.10.2021 às 17:55

É uma campanha de sensibilização muito importante, por mim falo que sei o que é passar por isso. É importante apoio às famílias que passam por essas situações, permitindo assim o amenizar da sua dor e como lidar com ela.

De Olga Cardoso Pinto a 13.10.2021 às 18:27

Eu e o meu companheiro passámos por esta dor. Fizemos o luto, os anos passaram, temos dois filhos homens, no entanto a tristeza da perda prevalece, dor de pais que nunca puderam dar o colo.

Parabéns pela iniciativa, fala-se muito pouco sobre este assunto que afeta tantos pais.
Bjs

De Associação Projecto Artémis® a 19.10.2021 às 09:07

gratidão pelas suas palavras e um filho nunca se esquece abraço

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2021

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31



Espaço de partilha com objectivo de diminuir a falta de informação técnica e emocional a mulheres que vivenciam o luto da perda de um bebé ao longo da gravidez, bem como quebrar o Pacto de Silêncio resultante de todo esse processo de luto na Perda Gestacional.


Direcção A-PA

projectoartemis Sandra Cunha, Psicóloga desde 2005 da Associação Projecto Artémis, tem vindo a desenvolver o seu trabalho desde essa data na área da Perda Gestacional. Desde Junho de 2011 está como Presidente da Associação Projecto Artémis, procurando quebrar o silêncio, alienado o seu conhecimento técnico com o da realidade da perda de um filho. Perdeu um bebé em 2007, após 2 anos de trabalho como psicóloga da Artémis, o que lhe permitiu reunir à técnica o conhecimento árdua de ter vivido na pele a perda de um filho.

Contacto:
Telefone:937413626
E-mail: associacaoprojectoartemis@gmail.com
Site: www.facebook.com/associacaoartemis